Hospitais Latino-Americanos recebem certificação para aumentar a qualidade do tratamento de AVC com suporte da RapidAI

A RapidAI, líder global em análise de imagens cerebrais (neuroimagem) que revolucionou o processo de tomada de decisão clínica e fluxo de trabalho do AVC, parabeniza os hospitais Albert Einstein, Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, Hospital Moinhos de Vento e o Hospital São José Joinville na mais recente certificação concedida pela Organização Mundial de AVC (WSO) e pela Sociedade Ibero-americana de Doenças Cerebrovasculares (SIECV).

As instituições foram certificadas oficialmente pela WSO e pela SIECV Ibero-americana nesta segunda-feira em reunião do Board Review por apresentarem os critérios de qualidade internacional no cuidado ao paciente.

Como parceira exclusiva em neuroimagem neste projeto da WSO/SIEVC, a RapidAI oferece uma combinação da sua plataforma de análise de imagens de AVC alimentada por inteligência artificial e um programa de treinamento exclusivo para cada tipo de certificação, ajudando os hospitais na América Latina a atender aos restritos critérios para cada nível de certificação definido pelo WSO, e, dessa forma, aprimorar o atendimento dos pacientes.

“Com o Programa de Certificação, garantimos acesso completo a ferramentas que comprovadamente qualificam os serviços, diminuindo mortalidade e sequelas desta doença tão devastadora. Representantes dos Centros de AVC acessam a plataforma e autoavaliam seus hospitais. Se estiverem aptos para a certificação, eles precisam enviar documentos para análise prévia e passar por uma visita presencial. Por fim, os resultados são avaliados posteriormente por experts internacionais, que concedem a certificação”, explica a presidente eleita do Centro de AVCs, Dra Sheila Martins.

O Dr. Greg Albers, professor de neurologia da Universidade de Stanford, diretor do Centro de AVC de Stanford e cofundador do RapidAI, espera que o programa continue a ajudar os profissionais da saúde a basear suas recomendações em evidências científicas e ter medidas de desempenho claras para criar um ambiente de melhoria contínua da qualidade.

“Os hospitais estão sempre procurando melhorar a capacidade de diagnóstico e aumentar a eficiência das unidades de AVC. Com a plataforma da Rapid, podemos fazer isso com mais precisão e eficácia. Já vimos uma melhora em nossos resultados e isso também se reflete na melhoria da qualidade de vida dos pacientes de AVC”, observou ele.

Presente em mais 1.800 hospitais em 60 países, a RapidAI é a plataforma de imagem cerebrovascular avançada mais amplamente usada para atendimento ao paciente de AVC, pesquisa e ensaios clínicos em todo o mundo, com planos de apoiar a certificação de mais de 100 centros avançados de AVC em toda a América Latina no próximo ano.

“Uma em cada quatro pessoas terá um AVC ao longo da vida. Então contar com uma tecnologia tão inovadora como a RapidAI é realmente um diferencial no cuidado dos pacientes na América Latina. Temos muito orgulho de apoiar um número cada vez maior de hospitais que investem em certificação e adotam as melhores práticas. Queremos apoiá-los em todo esse processo de referência no atendimento ao paciente”, disse Renato Cunha, VP de Vendas e Operações LATAM da RapidAI.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *